21 de abril de 2014

Hugo Awards: Os "Retro-Hugos" da LonCon 3

A edição de 2014 da Worldcon, que decorrerá em Londres - é a terceira "LonCon" da história - assinala o 75º aniversário daquela que é a mais importante convenção mundial de ficção científica. A primeira edição do evento teve lugar em Nova Iorque, no ano de 1939, tendo decorrido anualmente após o fim da Segunda Guerra Mundial. Os Prémios Hugo foram atribuídos pela primeira vez em 1953, e ganharam periodicidade anual em 1955 - tornando-se desde então os mais relevantes prémios da ficção científica, independentemente da polémica que as suas shortlists cause ano após ano.

Com vista a assinalar o 75º aniversário da Worldcon, serão também entregues na edição deste ano os "Retro Hugos", que distinguem em várias categorias a ficção científica que marcou aquele longínquo ano de 1938. Aqui fica a shortlist, numa autêntica viagem no tempo (convenhamos: é fascinante encontrar Ray Bradbury, um dos colossos do género, a receber uma retro-nomeação como fan writer):

Best Novel:
  • Carson of Venus, de Edgar Rice Burroughs (Argosy, 02/1938)
  • Galactic Patrol, de E. E. Smith (Astounding Stories, 02/1938)
  • The Legion of Time, de Jack Williamson (Astounding Science-Fiction, 07/1938)
  • Out of the Silent Planet, de C. S. Lewis (The Bodley Head)
  • The Sword in the Stone, de T. H. White (Collins)
Best Novella:
  • Anthem, de Ayn Rand (Cassell)
  • A Matter of Form, de H. L. Gold (Astounding Science-Fiction, 12/1938)
  • Sleepers of Mars, de John Wyndham (Tales of Wonder, 03/1938)
  • The Time Trap, de Henry Kuttner (Marvel Science Stories, 11/1938)
  • Who Goes There?, de John W. Campbell/Don A. Stuart (Astounding Science-Fiction, 08/1938)
Best Novelette:
  • Dead Knowledge, de John W. Campbell/Don A. Stuart (Astounding Stories, 01/1938)
  • Hollywood on the Moon, de Henry Kuttner (Thrilling Wonder Stories, 04/1938)
  • Pigeons From Hell, de Robert E. Howard (Weird Tales, 05/1938)
  • Rule 18, de Clifford D. Simak (Astounding Science-Fiction, 07/1938)
  • Werewoman, de C. L. Moore (Leaves #2, Inverno de 1938)
Best Short Story:
  • The Faithful, de Lester Del Rey (Astounding Science-Fiction, 04/1938)
  • Helen O’Loy, de Lester Del Rey (Astounding Science-Fiction, 12/1938)
  • Hollerbochen’s Dilemma, de Ray Bradbury (Imagination!, 01/1938)
  • How We Went to Mars, de Arthur C. Clarke (Amateur Science Stories, 03/1938)
  • Hyperpilosity, de L. Sprague de Camp (Astounding Science-Fiction, 04/1938)
Best Dramatic Presentation, Short Form:
  • Around the World in 80 Days, de Jules Verne - com argumento e realização de Orson Welles (The Mercury Theater of the Air, CBS)
  • A Christmas Carol, de Charles Dickens - com argumento e realização de Orson Welles (The Campbell Playhouse, CBS)
  • Dracula, de Bram Stoker - com argumento de Orson Welles e John Houseman, e realização de Orson Welles (The Mercury Theater of the Air, CBS)
  • R. U. R., de Karel Capek - produção de Jan Bussell (BBC)
  • The War of the Worlds, de H. G. Wells - com argumento de Howard Koch e Anne Froelick, e realização de Orson Welles (The Mercury Theater of the Air, CBS)
Best Editor, Short Form:
  • John W. Campbell
  • Walter H. Gillings
  • Ray Palmer
  • Mort Weisinger
  • Farnsworth Wright
Best Professional Artist:
  • Margaret Brundage
  • Virgil Finlay
  • Frank R. Paul
  • Alex Schomburg
  • H. W. Wesso
Best Fanzine:
  • Fantascience Digest, com edição de Robert A. Madle
  • Fantasy News, com edição de James V. Taurasi
  • Imagination!, com edição de Forrest J Ackerman
  • Novae Terrae, com edição de Maurice Hanson
  • Tomorrow, com edição de Doug Mayer
Best Fan Writer:
  • Forrest J Ackerman
  • Ray Bradbury
  • Arthur Wilson “Bob” Tucker
  • Harry Warner Jr.
  • Donald A. Wollheim
Fonte: Tor.com

2 comentários:

artur coelho disse...

há ali umas preciosidades: o conto helen 'o loy, o orson welles com best dramatic presentation pela guerra dos mundos, e essa coisa inenarrável que é o anthem...

João Campos disse...

Não li/vi nada da lista, apesar de alguns títulos me serem bastante familiares.

Mas na categoria de "Best Novella", não acredito que o "Anthem" ganhe - pela influência que teve, o prémio deve ir para "Who Goes There?".