27 de setembro de 2013

NBC e DC Comics planeiam levar John Constantine para televisão

A notícia do Deadline é avançada pelo io9: a DC Comics aliou-se à cadeia televisiva norte-americana NBC para criar uma série televisiva com John Constantine, protagonista de Hellblazer, uma das mais longas e populares bandas desenhadas da linha Vertigo. A série conta com Daniel Cerone (de The Mentalist) e David S. Goyer como produtores executivos, mas ainda pouco se sabe sobre o projecto: se será inspirado em Hellblazer ou na mais recente série Constantine; se terá lugar no Reino Unido ou nos Estados Unidos (pergunta pertinente se pensarmos no filme Constantine, de 2005, passado em Los Angeles e sem qualquer indicação de que o protagonista pudesse ser britânico); e se irá transpor a violência e o estilo politicamente incorrecto da personagem originalmente criada por Alan Moore, Steve Bissete e Jamie Delano. 

No entanto, o mais interessante da notícia avançada pelo Deadline não é tanto o anúncio da série, mas o rumor aparentemente mais substanciado de que Guillermo Del Toro poderá estar a trabalhar num filme da Justice League Dark. Veremos se se confirma.

Fontes: io9 / Deadline

10 comentários:

artur coelho disse...

detesto soar a velho do restelo, mas... se levar o tratamento tv de qualidade e os argumentistas se inspirarem no constantine de delano, ellis e milligan, pode ser fantástico. mas se a referência for o filme e o comic actual a única redenção possível é ser tão mau que acabe por ser divertido...

Rui Bastos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rui Bastos disse...

Embora a ideia me pareça interessante, e eu provavelmente siga caso se concretize, acho que filmes, séries e afins relacionadas com comics deviam fazer umas férias. Por enquanto estou a apreciar praticamente tudo o que por aí anda, mas acho que a este ritmo corro o risco de saturar... Ele é filmes da Marvel, ele é filmes da DC, ele é séries da Marvel, ele é séries da DC, ele é filmes e séries daqui e dali...

Por mais que eu esteja a gostar dos resultados, será que os comics não faziam bem em restringir-se aos comics durante 2 anitos, ou coisa que o valha?

Loot disse...

Eu venho só sublinhar o que o Artur Coelho disse. Tal e qual.

João Campos disse...

Artur: eu serei talvez uma das raras pessoas que tem alguma simpatia para com o filme - e, dadas as expectativas, já ficaria bastante contente se uma série televisiva mostrasse aquele Constantine sarcástico, manhoso e algo passivo-agressivo do "All His Engines". O Constantine clássico, como saberás melhor do que eu, é infilmável nos EUA contemporâneos.

João Campos disse...

Rui, se me disseres isso para super-heróis, subscrevo na íntegra (daí achar a interessante a JLD com o seu twist sobrenatural, ainda que nunca tenha lido nada disso). Mas há mais comics para além dos super-heróis; que venha mais "The Walking Dead" (em melhor, se possível - a última temporada foi tremida) e "Sin City", que eu cá estarei para acompanhar.

Rui Bastos disse...

Também é verdade, confesso que meti "comics" todos dentro do saco dos super-heróis. Mea culpa.

Walking Dead e Sin City mal posso esperar pela nova season e pelo novo filme, respectivamente...

artur coelho disse...

o meu problema com o filme é... o keanu reeves. o quê, trocaram o clone do sting por um hawaiano moreno e acharam que ninguém ia notar? de resto até nem está nada mal. mas o sarcástico e manhoso manipulador working class está metido no arquivo. realmente é infilmável. estamos a falar do tipo de produtores cinematográficos que colocaram dylan dog a ser detective do pesadelo em.. nova orleães.

agora ficamos com constantine como chav expat com a subtileza manipuladora de um pedregulho ferrugento. e que dispara raios mágicos das mãos. i kid you not.

no que toca às adaptações televisivas, deverei temer a série shield?

João Campos disse...

Boa pergunta, Artur. Daqui a dias saberemos (mas julgo que a coisa também irá depender de quanto gostas daqueles comics da Marvel...)

Rui Bastos disse...

Eu já vi (não digam a ninguém) e gostei. O Agent Coulson é espectacular.

Já vi algumas críticas menos favoráveis, mas queixam-se por razões estúpidas, aquilo é uma série relativamente low budget, tendo em conta os filmes, e acho que se insere molto bene no universo da Marvel. Falta ver como avança, obviamente, e ainda que não tenha achado extraordinário, fico na expectativa.

Oh, e foi um episódio típico do Whedon, obviamente...